18 de set de 2015

Verão da Lata, de Wilson Aquino





Eu tinha entre 10, 11 anos de idade na ocasião. Lembro ainda perfeitamente do telejornal local falando das latas de maconha que estavam sendo encontradas nas praias da zona sul do Rio. Porém, ainda sem muita percepção de mundo, não tinha uma ideia muito clara sobre o que estava rolando. Mas, ainda assim, soube o suficiente para falar para a galera mais nova que aquilo não se tratava de uma lenda urbana como muitos achavam.

Dessa forma, Verão da Lata é um documento precioso sobre este fato inusitado ocorrido em águas brasileiras no final dos anos 80. Vai servir para quem acompanhou na época conhecer o que rolou além das câmeras de TV e, para os mais jovens conhecerem a história desde o seu princípio, já que trata-se de um trabalho de jornalismo investigativo muito bem feito, repleto de fotos, documentos, entrevistas com os agentes da Polícia Federal que estiveram à frente do caso, com as pessoas que estiveram em contato com as latas (pescadores, banhistas, surfistas, entre outros). Tudo feito em tom informativo, como todo trabalho jornalístico tem que ser feito. Opinião sobre o episódio, cabe a cada leitor formar a sua. Eu formei a minha.

O episódio foi um verdeiro espetáculo midiático. A histeria coletiva tomou níveis alarmantes, a ponto de fazer as "pessoas de bem" iniciarem uma busca pelas latas, como se estas fossem uma espécie de tesouro. Algumas dessas "pessoas de bem" queriam só contar para os amigos que conseguiram encontrar, a fim de se cumprir o "status" criado pelo já citado "espetáculo midiático". Outros, se aventuraram na carreira de narcotraficantes, comercializando as latas. Alguns conseguiram melhorar de vida com a escolha, outros conseguiram inaugurar a própria ficha criminal.

De modo interessante, o comércio "oficial" das drogas estava tendo altos prejuízos, tendo em vista que a qualidade da maconha da lata era infinitamente superior. Tão superior que surgiu a gíria "da lata" para designar tudo que é bom. Ter um abridor de latas no bolso passou a ser tão ilegal quanto portar arma de fogo sem autorização. Resumindo? O espetáculo midiático alterou o ritmo de vida de boa parte das pessoas, já que algumas tiveram a sua ganância despertada, outras a sua idiotice acentuada e, ainda outras, apenas incrementaram o seu vocabulário.

Ah, e os incríveis micos pagos pela Polícia Federal na busca pelo barco com o carregamento de maconha que estava prestes a ancorar em território fluminense? Mostrando um imenso despreparo, estavam totalmente dependentes dos equipamentos da Marinha e dos estrategistas da polícia estadunidense (a responsável pelo alerta do "barco da maconha" que se aproximava da nossa costa). Ficou bem caracterizado naquele "momento pós ditadura militar" que o legado do regime recém acabado não era dos melhores. Daí, enquanto tentavam encontrar o barco nos portos do interior do estado, o barco ancorava no porto da Praça Mauá, bem "debaixo do nariz" da sede da Polícia Federal e sem sofrer o menor incômodo... Risível!

Enfim, o livro é tão bom que já se encontra esgotado. Mas pode ser facilmente encontrado nos principais sebos virtuais (assim consegui o meu). O fato inusitado é por si só um convite à leitura, já que a irreverência de muitos dos personagens garante altas risadas. Além disso, o recorte do cenário do nosso país nos anos 80, incluindo uma coletânea de notícias da época no fim do livro, garante a devida contextualização do fato e também passa a ser algo de interesse adicional para o leitor. 

Confira! E tenha uma leitura "da lata"!

Verão da Lata - Um Verão Que Ninguém Esqueceu
Autor: Wilson Aquino
Páginas: 218
Editora: Leya
Leia Também:
Leandro Faria  
Você curte cultura pop e também quer dividir suas impressões com o resto do mundo? Se gosta de escrever e está preparado para ser lido, entre em contado conosco através do email popdebotequim@gmail.com e teremos o maior prazer em publicar suas críticas e textos sobre o mundo pop. Não perca tempo e venha já fazer parte da nossa equipe!
FacebookTwitter
Para receber os artigos do PdB por email e ficar por dentro de tudo que rola em nosso botequim, basta inserir seu contato abaixo e, pronto! Os melhores artigos, servidos de bandeja para você, da maneira mais cômoda e prática da internet:




0 comentários:

Share