14 de abr de 2016

#Pop5ive: Atores Que (Quase) Sempre Fazem o Mesmo Papel





Você já percebeu que tem atores que sempre parecem fazer o mesmo personagem, independentemente do filme? Pois é, hoje eu montei uma lista com cinco desses nomes. 

Seja pelo tipo físico ou mesmo pelo princípio de que não se mexe em time que está ganhando, Hollywood tem um longo histórico de estereotipar atores e atrizes. Alguns passam anos tentando se livrar do rótulo. Mas há aqueles que também não se importam, afinal, não podem reclamar da falta de trabalho. 

Então vamos ao nosso Pop 5ive! Venham comigo! 

Michael Cera 
Personagem: O geek adorável 

Ele é inteligente, culto e tem um bom coração. Mas também é frágil, está sempre deslocado, não tem nenhuma habilidade social. As garotas não olham para ele. Se você tem um projeto com um personagem assim, não hesite em dar uma ligadinha para o agente de Michael Cera. 

Em dúvida sobre ele? Basta olharmos o histórico de personagens: Arrested Development (2003 – 2006 + 2013); Superbad - É Hoje (2007); Juno (2007); Nick & Norah - Uma Noite de Amor e Música (2008); Ano Um (2009); Scott Pilgrim Contra o Mundo (2010).

Hugh Grant 
Personagem: O charmoso (inglês) desajeitado

Em Um Grande Garoto (2001), ele interpreta um sujeito egoísta e egocêntrico que inventa ter um filho só para frequentar as reuniões de pais solteiros e, eventualmente, conhecer uma mãe interessante (não que ele esteja interessado em compromisso). Mas esse não é o padrão da carreira de Hugh Grant, que deitou na fama das comédias românticas como o tipo desajeitado, quase sempre meio gago, que acaba conquistando a mulher que deseja, mesmo que ela seja uma atriz de sucesso de Hollywood e ele um simples livreiro do charmoso bairro de Notting Hill. 

Em dúvida sobre ele? Basta olharmos o histórico de personagens: Quatro Casamentos e um Funeral (1994); Nove Meses (1995); Um Lugar Chamado Notting Hill (1998); Mickey Olhos Azuis (1999); Simplesmente Amor (2003).

Zooey Deschanel 
Personagem: A adorável vintage

E quem não adora Zooey Deschanel? Com seus marcantes olhos azuis, a postura de the girl next door, as roupinhas que remetem ao conforto da casa da vovó, sempre com uma dancinha fofamente desajeitada na manga. Mas, vai ser SEMPRE assim?! 

Em dúvida sobre ela? Basta olharmos o histórico de personagens: Quase Famosos (2000); Um Duende em Nova York (2002); Armações do Amor (2006); (500) Dias com Ela (2009); New Girl (de 2011-hoje em dia).

Adam Sandler 
Personagem: O "crianção" (que sempre fica com a garota no final)

Não adianta nem chamar os personagens de Adam Sandler de “jovens adultos”, afinal eles se comportam como se tivessem 12 anos de idade mesmo (até menos). Com alguma variação – Embriagado de Amor (2001), Homens, Mulheres e Filhos (2014) –, esse é o padrão que se repete na extensa filmografia do ator (até a expressão que ele faz nos cartazes dos filmes é a mesma). E, ainda assim, ele sempre fica com a mocinha no final. 

Em dúvida sobre ele? Basta olharmos o histórico de personagens: Os Cabeça-de-Vento (1994); Billy Madison, Um Herdeiro Bobalhão (1995); Um Maluco no Golfe (1996); O Rei da Água (1998); O Paizão (1999); A Herança de Mr. Deeds (2001); Click (2006); Gente Grande (2010), claro; Este é o Meu Garoto (2012); Pixels (2015).

Michelle Rodriguez 
Personagem: A (latina) durona e boa de briga

“Meu trabalho é entreter as pessoas e fincar o pé a respeito do empoderamento e força femininos e é isso que eu tenho feito nos últimos dez anos”. “Eu fui estereotipada no minuto em que fiz Boa de Briga [2000]”. “Você se permite estereotipar”. “Eu mesma me rotulei”. As frases são pinçadas de uma entrevista que a atriz concedeu ao The Playlist, em 2010. Seja como policial, militar, integrante das forças armadas... Michelle Rodriguez parece não se incomodar com o tipo “durona”. O nome pode até enganar, mas a moça também é norte-americana, ok? Nascida em San Antonio, Texas. 

Em dúvida sobre ela? Basta olharmos o histórico de personagens: Além de de Boa de Briga (2000); Velozes & Furiosos (em quatro filmes, a partir de 2001); Resident Evil (em O Hóspede Maldito, em 2002, e Retribuição, 2012); Avatar (2009); Invasão do Mundo: Batalha de Los Angeles (2011).
___

Essa é a minha listinha, você acha que faltou mais alguém? Comenta aí e nos diga quem mais poderia fazer parte dessa lista. 

Leandro Faria  
Artur Lima: aficionado por cinema, música, seriados e livros, não nesta ordem, apaixonado por dias frios e chá. Estudante de Comunicação Social, acha que sabe de tudo e sonha em trabalhar com cinema.
FacebookTwitter


1 comentários:

CriaGyn disse...

Hugh Grant. Sempre é o mesmo papel,só muda o nome do filme.

Share