6 de jun de 2016

#VergonhaAlheia - Ano IV - # 13




MAS, MENINA, quase que eu esqueci de vir hoje, acreditam?! Tanta coisa pra resolver, compromisso familiar, etc, etc... Ah, oi, gente, tudo bem com vocês?! Pois bem, deixa eu encher meia taça de vinho antes de começar a edição da semana (porque só assim, viu?). Pronto, vamos lá.

Cotidiano. Já passaram por aqui vários "justiceiros", não é mesmo? Teve o que pichou a rua em protesto contra o governo, teve o que pichou o muro do posto de saúde em protesto contra a polícia, (teve mais um, mas eu não me lembro agora), e eu não sabia o nome de nenhum deles, então inventava, mas esse veio com nome E sobrenome: Otávio Gonçalves Alguma Coisa (não consegui entender o último). Vamos entender a história? Vamos!

Tudo começou quando Otávio não tinha mais nada pra fazer e, como muita gente, foi falar merda no Facebook, vamos ver:



Alguém aí entendeu? Pois bem, nem eu, mas é uma ameaça contra a polícia. Até aí, tudo bem, mais um dia normal, até porque quem nunca ameaçou a polícia publicamente numa rede social, não é mesmo? Vinte e sete pessoas curtiram, até aí, ok. Mas não parou por aí:



Com direito a participação especial do Victor, muito expressivo.. Cento e treze pessoas curtiram, a coisa tava ficando quente. Otávio estava declarando guerra contra a polícia de... Onde é que fica Neves, mesmo?? Ah, não sei. Pois bem, acontece que a polícia também usa Facebook, e mais uma vez, fez aquilo que a gente adora: fazer esse povo goiaba pagar mico. Temos imagens, diretor?


HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
"Eu sou um vacilão, um trouxa, um cuzão."
Olha, meus parabéns à polícia de Neves, viu?! Onde já se viu, gente, essa criançada tá achando que é bagunça, né, não? Mas bem feito, agora Otávio, que não deve nem estar saindo mais de casa (eu não sairia), aprendeu a lição. Ou assim nós esperamos.

Ainda na editoria Cotidiano, todo mundo lembra desse mané aqui, não é?


Pois bem, agora, se eu disser que fizeram uma música SOBRE ESSE CARA, vocês acreditam? Bem, o nome da coluna é #VergonhaAlheia, a chance disso ser verdade é muito grande. Então segura essa: FIZERAM UMA MÚSICA SOBRE ESSE CARA! Dê play se você tiver coragem!




Não acredito que fizeram isso! Gente, brasileiro não perdoa nada, hein?! Puta que pariu!

Vamos falar de Política! Alguém aí conhece Lindbergh Farias? Sim? Não? Pois bem, ele é o mocinho cuja imagem abre a coluna de hoje, lááááá em cima. Lembraram?

Ok, Lindbergh, do PT do Rio de Janeiro, todo sorridente, correu pro Facebook fazer a linha Otávio, ou seja, falar merda. Abriu a rede social e disse:
"Recorde de desemprego: o golpe aumentou a crise", e mais:"19 dias de governo, vários escândalos, dois ministros demitidos, sinais explícitos de retrocesso em todas as áreas, imagem internacional do país na lama, democracia em risco.", disse ele. "Este é o legado dos golpistas: a crise piorou dramaticamente." 
Teria sido tudo muito bacana SE os dados não correspondessem ao governo de Dilma Rousseff, mais precisamente ao trimestre encerrado em Abril desse ano.



Ai, Lindbergh... Uma galera que é contra o golpe  Impeachment foi na publicação e começou a falar pro cara que não era bem assim. Teve alguém que disse:
"Sou contra o golpe, mas daí a culpar o desemprego atual no Temer não, né. Não insulte a nossa inteligência."
Que vacilo, hein? #ForaDilma #TchauQuerida #PrimeiroADilmaDepoisTodoMundo.

Agora segura esse tchan aí, gente! Ju Isen, sabem? A "musa" do Impeachment, que ficou nua na Sapucaí? Ah, essa aqui, gente:



Pois bem, Ju é louca por X-Men (aham), e foi à exposição que rolou no MIS (Museu da Imagem e do Som) em São Paulo, e... Bem:



Pois é, essa é Ju. Isen. De. Mística. Em público. TÁ, NÉ, GENTE?! Já que ficar pelada não deu em nada mesmo, vamo se besuntar de guache e sair por aí, né não?! Mais uma:


Tampando as partes íntimas no melhor estilo Bela, Recatada e "do lar"... É, por hoje chega.

Vou ficando por aqui. Um abraço, um beijo e um queijo! Comportem-se, nada de PMDB versus PT versus PSDB versus PSOL versus... ah, vocês entenderam.

Leandro Faria  
Glauco Damasceno, um espírito livre, observador do tempo, da vida e das muitas timelines da web. Sonha em ter muito dinheiro pra poder cair no mundo, aprender tudo o que puder. Acredita que jazz, blues, soul, pop, samba, pagode e erudito sejam as trilhas sonoras perfeitas para a vida que leva
FacebookTwitter


0 comentários:

Share