25 de jul de 2016

#VergonhaAlheia - Ano IV - # 20





Alô, meu povo! Tudo certo? Tudo beleza? Tudo joinha? Por aqui tá tudo isso (não que alguém tenha me perguntado, mas ok). Sobreviveram ao final de semana? Pois bem, vivos ou não, aqui vou eu com a sua, com a minha, com a nossa #VergonhaAlheia

Cotidiano: A galera do Sul, sabem? Pois bem, vamos dar uma olhada nesta foto:


Essa galera aí, mais precisamente Anidria Rocha, de quarenta e seis anos, que parece que não faz mais nada a não ser administrar vinte grupos de WhatsApp e acompanhar outros tantos ("Trabalha na Empresa: Whatsapp"), junto com outros três homens igualmente ocupados e atarefados, Gilberto Miranda, Edson Estivalete Bilhalva e Liziney Barreiro, estavam, claramente, sem porra nenhuma pra fazer, quando um olhou pra cara do outro e surgiu a ideia: "Vamos fazer um plebiscito pra separar o Sul do resto do país?!"


Tá, é um plebiscito informal, precisa de aprovação no Congresso, ou seja, não tem validade, mesmo sendo válida, mas mesmo assim... Qual é a necessidade dessa palhaçada? Pra fazer parte dessa birosca basta ser simpatizante do movimento "O Sul é o meu país", aí a Anidria, a senhora desocupada, vai deixar você entrar num dos grupos de Whatsapp que ela administra, tá? 

Pra você que tá aí se perguntando que diabos é esse movimento, a ideia é muito simples: eles querem separar Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul do resto do Brasil, formando assim um país. Cada uma que me aparece...

Ainda em Cotidiano: Sabrina Boing Boing, sabem? Não? Pois bem, essa moça aqui, ó:

Pois bem, com a febre do Pokémon Go, Boing Boing fez a linha "Queria ser o Pikachu pra você me caputrar", e... Bem:

Sim...



Exatamente isso...
O que dizer?

Arrasou, amiga

Seguindo com Cotidiano, um supermercado em São Paulo recebeu uma visita ilustre (talvez não tão ilustre assim) durante o expediente:


Como faz?


Gente, que nervoso que eu tenho de rato, sério! Não é medo, é nervoso! Cruz credo, nunca mais entrava nesse lugar!!!! 

Olimpíadas! Todo mundo sabe que a segurança do país tá uma merda, né? A do Rio de Janeiro, cidade sede dos Jogos Olímpicos então, nem se fala. Mas fica tranquilo, cidadão carioca, pode descansar, turista, porque tá tudo sob controle, a segurança tá mega reforçada, olha:


Meu Pai, que tristeza, não? E pensar que a vida da gente tá nas mãos desses goiabas... Mas claro que o Fantástico deu aquela mascarada, né? Vamos ver a matéria?


Captaram? Captaram? Pois é, então fica alerta, porque é bem capaz da gente ter que ir salvar essa galera, hein?

Agora segura esse tchan aí, gente: Gracyanne Barbosa, sabem? Pois é, Gracy, aquela mulher enorme, foi cagar. Sim, gente, é perfeitamente normal, ué, ou pensavam que celebridade não fazia cocô ou xixi? Pois bem, Gracyanne foi cagar. O problema é que ela demorou demais no banheiro. Tipo, DEMAIS! Então Belo, perocupadíssimo com o bem estar de sua amada esposa que mais parece um Megazord, pensou: "Misericórdia, Rita Repulsa sequestrou Gracyanne!", e começou a andar pelo telhado, procurando a mulher, acordou a irmã pra ajudar a resgatar a esposa amada, acionou a vizinha (que ligou pra polícia), e Gracyanne lá, sentada no vaso, querendo cagar.



Que merda, né, gente?! Bem, merda não, porque Gracyanne não conseguiu cagar, já que tem problema de prisão de ventre. Acontece que o desaparecimento de Gracyanne se deu pelo fato de que Belo entrou no banheiro enquanto ela tentava cagar, fez xixi, saiu e deixou a porta aberta, e Gracy, gente como a gente, não consegue cagar de porta aberta, logo, ficou lá, em prantos, sentada no vaso. Porra, mas que banheiro grande, hein? Não dava pra ela empurrar a porta com a mão, com o pé, sei lá, ou talvez levantar pra fechar a porta? 

E eu vou ficando por aqui, gente, porque foi demais pro meu coração! Até a próxima semana, beijos, queijos, comportem-se e, se forem cagar, avisem pros seus respectivos cônjuges, sabem como é, pra evitar esse tipo de coisa...

FUI!

Leia Também:
Leandro Faria  
Glauco Damasceno, um espírito livre, observador do tempo, da vida e das muitas timelines da web. Sonha em ter muito dinheiro pra poder cair no mundo, aprender tudo o que puder. Acredita que jazz, blues, soul, pop, samba, pagode e erudito sejam as trilhas sonoras perfeitas para a vida que leva
FacebookTwitter


0 comentários:

Share