3 de out de 2016

#Literatura: Outro Dia - A História de Rhiannon, de David Levithan





Lembro bem de quando li Todo Dia e fui definitivamente apresentado a David Levithan. Eu havia lido Will & Will - Um Nome, Um Destino, parceria do autor com John Green e, por isso, decidido procurar mais sobre ele. Acabei com Todo Dia nas minhas mãos e encantado com o dom da escrita de Levithan, com a capacidade que ele tinha de falar com a minha alma. Virei fã.

Como falei inúmeras vezes, Todo Dia virou um dos meus livros preferidos da vida. A história de A., um ser imaterial e que acorda a cada dia ocupando o corpo de alguém por exatas 24h, era sensível, bela e cativante. Acompanhar a rotina de A. me emocionou e, claro, me deixou ainda mais curioso por aquele universo e por seu autor.

Assim, depois de ler quase tudo lançado no Brasil de David Levithan, soube que Outro Dia estava nas livrarias. Com o subtítulo de A História de Rhiannon, o livro é exatamente isso: a mesma história de Todo Dia, mas agora contada pela ótica de Rhiannon, a jovem por quem A. se apaixona ao, em determinado dia, acordar no corpo de Justin, o namorado da menina. E tudo que acompanhamos no livro original ganha aqui outros contornos, quando observamos que a vida de Rhiannon não era tão simples quanto parecia à primeira vista.

A. está presente nas páginas de Outro Dia, mas por ser Rhiannon a protagonista, somos mergulhados em sua vida, seu cotidiano, sua rotina. Percebemos, logo de cara, que algo não está bem em seu relacionamento com Justin, até que A. surge, mudando a vida de Rhiannon e o que ela espera de um relacionamento. E a escrita de David Levithan é mais uma vez poderosa e viciante, nos fazendo virar as páginas com prazer e curiosidade.

Tocando no tema relacionamentos abusivos, Levithan é, como de costume, inteligente ao nos fazer vivenciar a situação sem julgamentos preconcebidos. Assim, vemos que Rhiannon está com problemas mas, assim como ela, é difícil de aceitar que uma jovem tão bela e livre possa estar tão presa e cega a um relacionamento sem futuro.

Com um final em aberto, Outro Dia maximiza nossa curiosidade sobre o destino de A. e Rhiannon depois dos acontecimentos narrados nos dois livros. E espero sinceramente que David Levithan não tenha abandonado esses personagens e que em breve os vejamos novamente.

Outro Dia - A História de Rhiannon
Autor: David Levithan
Páginas: 320
Editora: Galera Record

Leia Também:
Leandro Faria  
Leandro Faria, do Rio de Janeiro, fruto da década de 80, viciado em cultura pop em geral. Como vício bom a gente alimenta e compartilha, estou aqui para falar de cinema, televisão, música, literatura e de tudo mais que possa (ou não) ser relevante. Por isso, puxe a cadeira, se acomode e toma mais um copo, porque papo bom a gente curte é desse jeito!
FacebookTwitter


0 comentários:

Share