5 de out de 2016

#VergonhaAlheia - Ano IV - # 30





Acorda, menina, vem cá, menino, tá no ar mais uma #VergonhaAlheia! Eu resolvi esperar o período eleitoral terminar, porque a minha intuição é bastante certeira, e eu sabia que teríamos coisas interessantes pra mostrar por aqui, afinal de contas, político adora fazer uma vergonha, certo?! Mas não, a edição dessa semana não é especial de política, apenas estava me justificando. Vamos?! VAMOS!

Sub-Celebridade: Sabem o Fofocando? Aquele programa que passa nas tardes do SBT? Pois bem, comandado por Leão Lobo, Mama Brusqueta e Léo Dias, o programa seguia muito bem, aí alguém inventou de enfiar Mara Maravilha no programa, e como Mara tem a mania de bostejar pela boca quase que 24 horas, sete dias por semana, ela tinha que dar a opinião dela sobre a namorada da jornalista Fernanda Gentil. E... bem... sobre Fernanda Gentil estar namorando uma mulher, Mara inventou de dizer que, hoje em dia, é moda virar gay. Isso com três homossexuais no programa. E apesar dos cortes e alfinetadas dos companheiros de programa, Mara continuou dizendo que era modismo, que as pessoas só viravam gays porque era moda, e tal e tal.

Mara, querida, moda é falar mal da Taylor Swift, isso aí que você tá fazendo é mascarar preconceito com opinião. O que? O botox subiu pro cérebro? Tá na hora de diminuir isso aí, hein!

Celebridade: Caio Castro, o ator que não gosta de teatro, e que não gosta de ler, lançou um livro. Sim. Temos imagens?



Ah, é livro de viagens, então beleza, tem ilustração, é mais fácil de fazer.

Tá, ok, Caio Castro lançou um livro, quem liga? Bem, aparentemente os fãs (sim) ligam bastante, a ponto de...


Sim, caro leitor, cara leitora, alguém tatuou o título do livro no braço!


Tá, ok, eu achei legal o nome do livro, mas... 

Música: Por falar em Taylor Swift, todo mundo sabe que a nossa TayTay é a Paula Fernandes, né? Mas parece que Paula quer ser conhecida (também) por Shania Twain. Como? Assim:


Gente... 


Uma mistura de Joelma e Gaby Amarantos, eu achei, e que desgraça... E não falo só da coreografia, mas do pacote todo. Gente, que voz é essa? Ficou parecendo a Andressa Urach bêbada  em A Fazenda, lembram?


Achei parecida a voz! Ficou parecendo tudo, menos Man! I Feel Like a Woman, tá?

Por falar em cover mal feito, Claudia Ohana surgiu das cinzas, das sombras, ou de onde quer que ela tenha se enfiado, e apareceu no Programa do Jô. Até aí tudo bem, quando, de repente...


Oi???


Meu Deus... por que? Pra que? Eu tô até agora sem entender o motivo dessa desgraça... Uma música tão boa como Smells Like Team Spirit, e a moça me faz uma cagada dessas?!

Mudando de cover pra paródia, a galera do Judiciário de Sergipe resolveu, sabe-se lá por qual motivo, fazer uma paródia de We Are The World, e... 


Gente!!!!

 vê que o negócio é tão "Ai ai que bom" que o vídeo nem tem final, de tão bizonho que ficou! Olha, é muita coragem, viu? 

E vamos fechar hoje com Política! Eleição pra Vereador e Prefeito é sempre emocionante, não é? As campanhas, os jingles, os candidatos mais bizarros da face da Terra, e os debates. Aaaaah, os debates... Eu adoro um bom debate, daqueles bem clássicos mesmo, com gafes como a de Iris Rezende, em Goiânia, que disse não ser homem de prometer e cumprir, e também teve isso aqui, ó:


Tá vendo no que dá misturar Política e Religião? Gente, qual a necessidade de ler a Bíblia num debate sobre Política? Que inferno, vontade de entrar na tela e dar um tapa na mão desse sujeito pra derrubar essa bíblia e falar: "PARA DE PALHAÇADA, HOMEM!" (com as mãos na cintura, sabem? Amo). 

Agora segura esse tchan aí, gente! Cidinha Campos, sabem?! Pois é, parece que a candidata não sabe perder, aí fez o que qualquer criança de 13/14 anos faria:



Que feio, moça... Chamar sua neta dessas coisas, só porque ela vota no Freixo? Tsc tsc tsc, pensei que avós fossem amáveis, doces, carinhosas...

O legal? A resposta de Sofia Frank, neta de 16 anos de Cidinha e ferrenha defensora de Marcelo Freixo, na própria postagem de Cidinha no Facebook:
"Melhor ser burguês metido a pobre do que burguês que odeia pobre."
Toma!

É isso aí, minha gente. Acabou por hoje, e teve tanta desgraça que eu preciso me recompor. Acho que vou fazer um bolo de chocolate pra curtir esse tempinho chuvoso.

Bom restinho de semana pra vocês, e até a próxima semana!

Leia Também:
Leandro Faria  
Glauco Damasceno, um espírito livre, observador do tempo, da vida e das muitas timelines da web. Sonha em ter muito dinheiro pra poder cair no mundo, aprender tudo o que puder. Acredita que jazz, blues, soul, pop, samba, pagode e erudito sejam as trilhas sonoras perfeitas para a vida que leva
FacebookTwitter


1 comentários:

ross martin Azevedo disse...

tinha que ser pastor ...merda que bosta e dizem que o estado tem que ser laico...vai prega na puta que te pariu ...seu merda

Share