23 de nov de 2016

#VergonhaAlheia - Ano IV - # 35




MAS, GENTE, o Natal já tá aí, né? Tudo decorado, Papai Noel pra tudo que é lado, puta que pariu, viu? 2016 já acabou, e até agora eu ainda não entendi o que houve, sinceramente.

Mas vamos lá, vamos lá que a edição de hoje tá bem... daquele jeito, sabe? Pois é. Vamos lá!

Cotidiano! Lá vem a noiva, e a amante também. Vamos dar uma olhada:


POIS É, aconteceu em um casamento em Gana. Estavam lá os noivos, casando, tudo bonitinho, quando, de repente, aparece a amante. Usando o mesmo vestido que a noiva. SÉRIO!

E a mulher se manteve firme quando tentaram tirá-la da cerimônia, pegando o microfone e declarando que dividia o homem com a noiva. A gente não sabe se a cerimônia acabou ali ou não, mas eu, se fosse o noivo, fingia um puta de um desmaio, viu? Meu Deus, que bizarro isso, já pensou? Eu que cantei por um tempo em casamentos, sempre torcia pra que alguém chutasse a porta da igreja e gritasse: "PAREM ESTE CASAMENTO!". Por que eu sempre tenho que torcer pro lado errado da coisa, hein?

Política. Alckimin, sabem? Pois é, Alckimin, que parece não ter nada melhor pra fazer, sancionou (eu acho essa palavra tão engraçada, parece com sanfonou) o Dia da Mulher Cristã Evangélica no Estado de São Paulo.

Pra justificar tamanha sandice, Alckimin disse que as mulheres cristãs têm um papel importante na família, na igreja, e coisa e tal, e por isso devem ser valorizadas. 

Ué! Só as mulheres cristãs? Mas eu não tô dizendo? Pois eu conheço muita mulher que não é cristã e que dá um banho de exemplo, viu? E estamos cada vez mais caminhando para 1950, certo? O foda é que, se essa porra vira feriado, vai ter gente que é contra comemorando, só porque é feriado. Bem, fazer o que... 

Ainda em Política, vamos dar uma olhada neste vídeo:


MINHA NOSSA SENHORA... Repararam na dramatização vocal? (sei lá se é assim que fala). 
"Cuidado, brasileiros. A nossa bandeira vai mudar."
HAHAHAHAHAHA MAS QUE OTÁRIA! Tá vendo, amiguinho? Tá vendo no que dá só ler corrente de WhatsApp, ao invés de, sei lá, estudar? Aí passa vergonha e vai dizer o que? "Ain, fui manipulada, mimimi, quando olhei tava de outra cor, lálálá, eu tava certa nhênhênhê". Ah, vai se fuder, minha filha, sabe de porra nenhuma.

A I N D A em Política, nosso Presidente, Michel Temer, sempre muito sábio, resolveu priorizar um assunto muito importante: proibir o emoji de vômito no Facebook


Sabem aquele emoji? Esse aqui, ó:



Pois é, segundo informações, a equipe do Palácio do Planalto está engajada em tentar proibir o uso do emoji na página oficial do Palácio. Afinal, quem é que gosta de ser criticado após pegar o que não era seu, né? Ninguém! 

Agora segura esse tchan aí, gente! Fátima Bernardes, sabem? POIS É, Fatinha tava lá, comandando seu programa numa boa, numa nice, divulgando o filme Sob Pressão, que trata sobre ética médica, e rolou a seguinte enquete: Salvar o traficante em estado grave, ou o policial levemente ferido? 

Pronto, aí que a coisa ficou feia, porque a maioria dos participantes do programa foi pro lado do traficante, o que gerou tooooooda uma discussão desgracenta de gente dizendo que Fátima estava defendendo o tráfico, aí envolveram os filhos dela no assunto, tudo gente de bem, que quer que o Brasil vá pra frente (pra cair logo no precipício). 

Acontece que a enquete não se tratava de defender tráfico, a enquete estava tão clara quanto água, praticamente desenhada, quase em neon: 
TRAFICANTE EM ESTADO GRAVE OU POLICIAL LEVEMENTE FERIDO? 
Mas... a galera de bem já foi lá xingar a mulher de tudo que é nome, pedir a morte dos filhos dela, chamar a Globo de satânica, golpista (mas tá lá dando audiência pra Supermax, novela das sete, oito, nove, minissérie, Video Show, Corujão, desfile de escola de samba...). 

Aí você diz: "Ô filho da mãe, demente, retardado(a), lê de novo, presta atenção, larga esse Facebook um pouco!", e já te chamam de comunista, de petista, mandam você ir lá salvar o traficante, quando, na verdade, você só foi mais inteligente, você usou a cabeça pra pensar, não apenas pra tirar caspa. 

E eu vou ficando por aqui, gente linda. Até quarta que vem! Espero que gostem da edição de hoje, e se não gostarem, bem... fazer o que, né? FUI! 

Leia Também:
Leandro Faria  
Glauco Damasceno, um espírito livre, observador do tempo, da vida e das muitas timelines da web. Sonha em ter muito dinheiro pra poder cair no mundo, aprender tudo o que puder. Acredita que jazz, blues, soul, pop, samba, pagode e erudito sejam as trilhas sonoras perfeitas para a vida que leva
FacebookTwitter


0 comentários:

Share