16 de jun de 2017

#Televisão: Os Homens de A Força do Querer








A Força do Querer é uma novela em que as mulheres são as grandes protagonistas, entretanto, os homens não fazem feio, seus personagens fazem um bom contraponto para história de cada uma delas, afinal, elas brigam com eles e/ou por eles. 

Caio é o moço bonito, rico, advogado famoso, o típico mocinho de novela, o verdadeiro herói que saber ser justo. O cara que todos sonham em ter em casa, na rua, na chuva e na fazenda ou numa casinha de sapê. E é interpretado por Rodrigo Lombardi. Quem não quer um boy magia desses? Foi deixado no começo da novela pela Bibi (Juliana Paes) e até hoje a história deles ficou mal resolvida.

Eugênio, durante anos, comandou ao lado do irmão Eurico a empresa da família, mas seu sonho sempre foi advogar. Quando enfim consegue, não encontra o apoio que esperava. É um homem doce, gentil, mas lhe falta brio, racionalidade e segurança. É carente e uma presa fácil para pessoas manipuladoras; estranho que um homem assim tenha sido um grande executivo. Dan Stulbach é um grande ator e consegue convencer no personagem que é um tanto surreal, mas não podemos esquecer que é uma novela da Glória Perez, né?

Eurico, o oposto do irmão Eugênio, é homem cheio de ideias pré concebidas sobre o mundo e as pessoas. Machista inveterado, mas completamente apaixonado pela esposa que nem consegue perceber as mentiras mal contadas que ela lhe diz para jogar escondido. Humberto Martins já fez outros personagens que lembram Eurico, como o Ramiro de Caminho das Índias, mas é um bom ator, tem carisma e a gente acaba deixando passar isso.

Rui, o filho de Eugênio, cometeu algumas burradas na vida, próprio da imaturidade juvenil, mas ao contrário do pai é extremamente decidido, impetuoso e ousado. Acredita que conseguiu conquistar a indomável Ritinha, casou com ela, mas a moça jamais será domada. Enquanto brinca de papai de um filho que nem é seu, o personagem começa mostrar sinais de maturidade mesmo com a ex na cola dele. O personagem é bacana, Fiuk que ainda não está preparado pra ele.

Zeca é outro personagem machista. Rude e um tanto ingênuo, conhece Jeiza depois que Ritinha o abandoa e a química entre eles é forte, mas é evidente que ali é só tesão. No fundo, ele ainda ama Ritinha, mas não quer dar o braço a torcer porque foi traído. Demasiado tonto, outro problema do personagem é que ele se torna chato por repetir discursos moralistas e trejeitos caricatos para mostrar que é do Pará, e Marco Pigossi é um ator que ainda precisa comer muita maniçoba pra isso.


Nonato sonha em brilhar nos palcos como Elis Miranda e, para isso se vê obrigado a aguentar o preconceito nas ruas e os mandos e desmandos do chefe Eurico. A personagem tem crescido na trama graças ao enorme talento de Silvero Pereira e todo mundo já torce para vê-lo brilhando o quanto antes. Provavelmente um dos melhores personagens da novela, que assume o protagonismo quando aparece roubando a cena de atores veteranos.

Rubinho é perdidamente apaixonado pela esposa Bibi e por ela faz de tudo, até soltar fogos de artifício e fazer uma festança para ela na gafieira com direito a Wesley Safadão e tudo. Cara de bom moço, conquistou a simpatia da vizinhança, tanto que todos ficaram chocados quando ele foi preso. O trabalho de Emiliano Dantas é tão correto que cria no público a dúvida se deve ou não torcer por um homem que não é nada certinho. Além disso, ele faz um bom ping pong com Juliana Paes em seu melhor personagem na TV.

É ou não um grande time de bons personagens?

Leia Também:
Serginho Tavares  
Serginho Tavares, apreciador de cinema, para ele um lugar mágico e sagrado, de TV e literatura. Adora escrever. É de Recife, é do mar: mesmo que não vá com tanta frequência e com os pés bem firmes na terra.
FacebookTwitter


0 comentários:

Share